Coleciona

Destaques:

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

UltraRAW: a série mais do que rara da Auto World!

Na semana passada falamos aqui sobre os "T-Hunts" da Auto World, e só agora foi revelado um modelo ainda mais difícil de se encontrar nas lojas. São miniaturas sem a pintura principal, com a cor natural do zamac (metal usado para fazer as miniaturas), e a Auto World produziu apenas 10 unidades de cada modelo! Apenas 10! Sabe qual é a chance de alguém achá-lo? Eu também não sei, mas é bem difícil de achar!

Veja as fotos dos "UltraRAW" abaixo, e saiba mais sobre a Auto World clicando aqui.

25 comentários:

  1. Totalmente impossivel de achar ainda mais para nos brasileiros

    ResponderExcluir
  2. Quanto mais rara a peça, maior a chance de você encontrá-la com aquele atravessador que você tanto odeia, mas sempre procura.
    Essa raridade toda só aumenta os preços que tais atravessadores cobram.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raro = caro se exclusividade fosse para todos as dondocas nunca iriam comprar seus acessórios e roupas exclusivas... Quem quer exclusivo ou tem sorte e acha ou paga.... Simples assim...

      Excluir
    2. Eu pagaria mais nestes. Além de raros, todos são nota dez. Eu não tenho mais paciência pra ficar indo de loja em loja e muitas vezes nada achando. Fica mais caro do que comprar dos importadores. Sem estresse com a receita e sem fila nas lojas. Quem não quer pagar mais esquece que junto há o trabalho de garimpo.

      Excluir
  3. Os caras mal entraram no mercado e já estão de palhaçada!!! "Raridade" numa marca que mal acabou de entrar nas fraldas!!! Então tá!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O camarada, dexa eu te falar, pelo seu "apelido" ai vc curte sua marca, o fato de ser raro é simples, um numero limitado.... ah ma vah.... ou seja vc hj como produtor intelectual de algum produto, não pode seguir uma tendência de mercado pq vc é novo... ah ta vendo o bicho tosco é o tal do BraZillllleiro.... affff, velho não é time de futebol não... é miniatura, ai vem um representante da marca e le uma MERDA dessa e vai falar... que povo pouco receptivo....

      Excluir
    2. Adriano, a Auto World já nasce filho da Johnny Litgnhing, pois seus criadores são ex-empregados. Os caras já conhecem o mercado brasileiro, não precisam da minha forcinha não!!! Nosso mercado é para minis de 6 pila, é só entrar numa Semaan, Coleciona e ver a quantidade de minis em "exposição" nas gôndolas. JH, M2, Greenlight, Kyosho e por aí vai. Quando o Douglas lançou as Ayrton Senna Kyosho, brilhou os olhinhos dos lojistas, passa numa loja e veja o estoque!!!

      Excluir
    3. Não conheço nenhum dos dois mas o M2Machines deu apenas sua opinião e o "senhor da razão" já vem falando que a opinião é M...., respeitar os outros é bem simples e ainda foi bem educado em responder o M2Machine, parabéns M2Machine pela educação...

      Questionar,discordar, debater correto mas já dizer opinião do outro é M...na minha visão é bem errado.

      Excluir
    4. Acho que todos devemos cuidar do nível que os debates acontecem. Principalmente porque muitos que leem o blog não fazem nenhum comentário, apenas leem.
      Concordo contigo Ferradura, opiniões devem ser respeitadas. E retratações são bem vindas quando for o caso.

      Excluir
    5. Olha galera, Teclado e Cerveja (muita) é coisa que não combina... KKKK a palavra foi impropria, mais é o seguinte eu particularmente estou curtindo muito a marca (meio que "vesti a camisa") pois ela preenche o vazio que a JL deixou... Como curto muito Musclecar acho muito interessante e me empolga. Vejo coisas que me aborrecem mais realmente estamos num "pais" democrático. Acho que debate é isso e não gostou OK, em algum momento eu tambem não..... Acho só que algumas criticas são inoportunas sem uma avaliação. Aqui pelo ou menos não existe nenhum profissional da área para falar com autoridade que isso e aquilo é o certo. Pera lá, nem os próprios especialista erram muitas vezes... eu particularmente DETESTO o "achismo" se determinada coisa não lhe agradou EM PARTICULAR não é a sua opinião que REGE o mercado, o comercio internacional... isso é um SACO sempre vejo aqui MONGES do Mercado de miniatura AFIRMANDO coisas que não tem fundamento. Posso concordar que um sentimento seu em particular pode ser expressado, mais dai vir a afirmar que certas coisas são o certo (impor opinião) eu não sou obrigado a concordar e fico realmente PUTO... Isso cansa, Brasileiro cansa tem Horas e por isso muitas vezes não são respeitados em fóruns internacionais, justamente por isso essa cultura de TITITI conversinha, de que o que "eu acho" é o certo é uma DROGA. Eu reclamo, sim muitas vezes, mais nunca imponho que o que Eu ACHO é o certo... Essa mania nacional é triste pois opinião deve ser trocada, mais falar que a sua teoria que vc tirou da cabeça em 5 minutos é o que rege o mundo... na boa (não vou repetir a palavra, mais ela representa bem o sentimento). Mais uma vez isso enche. Socialismo utópico não funciona, não adianta vir com esse papo de que o diferenciado DEVE estar ao alcance de todos... primeiro vc tem de saber se todos perseguem esse diferencial assim como você, para depois falar com autoridade que aquela regra DEVERIA valer para todos. Muitos curtem T-Hunts, eu não e nem por isso vou detonar quem gosta... agora eu formar a teoria de que a Mattel ou seja la quem for não deve mais ter determinado produto pq eu acho aquilo ruim, injusto.... ah cara quem precisa se retratar, na boa.... não sou eu...

      Excluir
  4. Uma coisa é 500 ou até 100 unidades de cada, o que já seria um belo desafio, mas 10 unidades torna tudo muito improvável e crível.

    ResponderExcluir
  5. Repitam comigo: NUNCA MAIS VOU RECLAMAR DA DIFICULDADE DE ENCONTRAR UM TH$! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  6. kkkkkkkkkkkkkkk, 10 funcionários da empresa serão certamente os caras de "sorte".....KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... quem diz que o produto realmente foi pra gôndola? Coisas assim tem mecanismos para dar seriedade e credibilidade numa ação promocional deste tipo mesmo no brasil, como fiscalização de um auditor fiscal, registro na Receita etc.
      O fabricante depois oferta no e-bay a preço estratosférico por alguns laranjas e uns abestalhados compram... fala sério...

      Excluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Ridículo. Estratégia medíocre. Falta visão de planejamento em vendas nessa fabricante. Tratam seu produto como se fosse kinder-ovo. Beleza... então venderam 10 peças para uns privilegiados. Qual retorno financeiro para eles? Quem ganhará é quem trabalha no mercado paralelo... depois vem dizer que tratam colecionismo como coisa séria e adulta...

    ResponderExcluir
  9. Uma notícia como esta modifica todo um conceito que a marca estava por alcançar, até agora a Auto World estava impressionando positivamente, mas pelos comentários de todos, já pisaram na bola pela primeira vez e tão cedo. Essa estória de Chase ou T-Hunt, no meu modo de ver, não fideliza nem estimula compras com a marca. Se eu fosse um executivo desta marca faria totalmente diferente em relação a isso, com um estímulo de uma mini exclusiva para quem comprasse a coleção completa, por exemplo. Aí sim, ganhariam respeito dos colecionadores.
    Do resultado desses modelos gostei, mas vão ficar para poucos, ao meu ver, hipervalorizados por nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiz, estão fazendo estardalhaço por muito pouco. Se esta marca seguir o padrão M2 Machines com apenas modelos americanos, em pouco tempo estarão sendo queimadas na fogueira por vários colecionadores. Colecionador brasileiro acha que a mini fabricada lá fora deve ser do gosto dele, sendo que este não é o nicho de mercado inicial.

      Excluir
    2. Concordo contigo nesse ponto, mas num mercado tão competitivo como o norte americano fazer os Muscle Cars faz muito sentido, afinal eles fazem parte da história americana dos automóveis. Já a M2 procura reproduzir carros mais antigos também e com um detalhamento muito bom.
      O restante do mundo tem outras preferências e somente se esses mercados representassem muito é que eles procurariam fazer modelos voltados para isso.
      Porém o que acho um tiro no pé é ficar fazendo modelos Chase, para que uns poucos fiquem como urubus em carniça procurando e especulando sobre eles. E como são lançamento acho que alguma promoção para quem prestigiasse a marca seria muito mais inteligente do que dez modelos de cada para um mercado de milhares de colecionadores.

      Excluir
    3. Como vc falou Luiz Begosso.... VC ACHA... EU NÃO... e pode ter muita gente que tambem não ache igual a você... é facil de se concluir, olha quantas pessoas correm atras dos T-Hunts da vida... Não posso lhe afirmar o quanto é bom ou ruim a estratégia de um produto exclusivo. Eu não ligo para isso, tenho muito poucos modelos Chase na minha coleção. Eu particularmente estou defendendo esse produto porem eu mesmo não dou a minima para esse tipo de coleção... Não gosto de modelos RAW, agora eu ja gosto de pinturas Spectraflame... Concordo tambem que poderia ter uma promoção de juntar cartelas e no final trocar ou poder comprar um modelo exclusivo, mais vai saber pq a empresa optou por isso e é um risco que ELA assume, se tal "jogada" será aceita ou não...

      Excluir
    4. Adriano, uso o termo "acho" em vez de usar "na minha opinião". Não é porque tenho alguma dúvida ou que isso signifique que a certeza não pode me pertencer, apenas não me coloco como dono da verdade, risco que você causa quando se expressa com "certeza".
      Mas enfim, para isso que existem os debates, para que cada um diga como vê uma determinada coisa. E neste caso, temos que respeitar o que cada um acha, mesmo não concordando, ou querendo ver "achismo" onde não existe. Se nos fóruns internacionais a opinião de brasileiros não são respeitadas não é porque "achamos" o que não é certo, apenas porque pensamos diferente dos mentores deste mercado e queremos ter direitos que ainda não temos, inclusive de não concordar com coisas como estes modelos RAW, combustível para especuladores, que não são o sentido do espirito capitalista, mas aproveitadores simplesmente.

      Excluir
    5. Particularmente, eu nunca senti isso de brasileiros não serem respeitados em fóruns. Tal falta de respeito baseia-se em que ?
      Onde acontece isso ?

      Excluir
  10. Uma estratégia que acredito que funcionaria aqui seria a dos Colectors Edition, em que a cada 20 minis compradas na rede Walmart vc manda as embalagens e os comprovantes de compra, juntos com a grana referente de uma mini, para um endereço da Mattel e eles te mandam de volta uma mini exclusiva, toda incrementada, mas só o povo dos EUA colecionam para a Mattel, só eles merecem esses privilégios de incentivo. Ridículo priorizar uns e esquecer de outros!

    ResponderExcluir
  11. Adriano

    Em um fórum de debates, especialmente no que tange a um produto que quase ninguém pegou na mão ainda, só dá para falar "eu acho", você não acha ???

    Eu estive analisando (na verdade "achando" para mim mesmo...rsrs) e cheguei a uma conclusão que em parte é parecida com a sua :

    1-) Auto World é um "Johnny Lightning disfarçado". Ponto positivo para a marca.

    2-) Os sets mais baratos da Auto World são lixos similares aos Johnny Lightning "Forever 64" e "40th Anniversary". Para mim, quase nada dessas series prestam. Sendo legal, 10% valeu a pena.
    Ponto negativo para a marca.

    3-) Os sets médios da Auto World parecem "justos" apenas. Para ser sincero, gostei apenas do Cadillac. Os Mustangs parecem os que a Greenlight lançou e relançou um trilhão de vezes. Nem negativo e nem positivo para a marca. Fiquei indiferente. Neutro.

    4-) Os sets premium da Auto World parecem "coisas boas". Lembram bons Johnny Lightning, coisas que não existem mais. O Mustang Mach 1, o Ford GT40 e o Corvette me interessam. O Mustang e o Camaro atuais, "achei" (Novamente isso...rsrs) que não acrescentam nada. Eu diria que isso foi mais positivo do que negativo para a marca.

    Portanto, até agora, gostei do mais caro...rsrs.

    ResponderExcluir