Coleciona

Destaques:

domingo, 8 de dezembro de 2013

Kyosho: Tudo o que você queria saber e nem sabia por onde começar (2ª parte)

A Curitiba Customs vai desvendar histórias e curiosidades da Kyosho pra você.
Por Jefferson Paiva.

Semanas atrás, soubemos um pouco mais de como a Kyosho iniciou suas atividades até chegar aos dias de hoje. Contudo, muitas curiosidades existem ao redor dessa história e do formato que a coleção é produzida, e nós do T-Hunted, com o apoio da Curitiba Customs, vamos desvendá-los.

Curiosidades:

- A Ferrari, desde o início, permitiu sob licença a produção de seus modelos, nas escalas maiores. Contudo, a escala 1:64 também é reproduzida pela marca japonesa. Para não haver conflitos com o contrato de exclusividade que a Mattel possuí com Maranello com relação à escala, a forma encontrada de "burlar" foi vender as minis em kits desmontados, aonde o próprio colecionador "monta" sua mini. Isso persiste até hoje, e apenas com essa marca;
- As primeiras séries na escala 1/64 são chamadas de DyDo. Essa série nada mais era que um brinde ao adquirir produtos da marca de café gelado DyDo, e são feitos dessa forma até hoje, mas em uma escala bem menor (1/100), e já montados.
- Diferente da maioria das outras marcas, a Kyosho começou com sua série adulta, auto-nomeada Bead Collection, para só depois fazer uma série mais simples e popular (DyDo e Sunkus K). Essa série, além de limitada, era altamente detalhada, aonde as minis vinham em um case de acrílico, parafusadas e fechadas. Não existia uma uniformidade sobre datas de lançamento, e foram feitas mais de 100 modelos nesse formato, que teve sua produção encerrada em 2009;
-A série que a maioria conhece é a Sunkus K, nome dado pelo fato de ser vendida exclusivamente na maior rede de conveniência do Japão, de mesmo nome. Todas as minis vêm em caixas lacradas e sem identificação, conhecidas como black box, e só através da codificação do código de barras é possível descobrir qual mini está dentro da caixinha. Elas têm praticamente as mesmas características da Bead, mas não vem com um case de acrílico, apenas a base é do mesmo material.
- A média de lançamento das séries Sunkus K é bimestral, sempre anunciada pela fabricante, com fotos de todos os modelos, além dos especiais;
- Modelos especiais é um caso a parte na vida da fabricante: nem todas as séries possuem seu "chase car", e muitas vezes a fabricante faz um modelo especial para sua parceira online, o site Karuwaza, a única que detém permissão de fazer pré-venda online. Geralmente os modelos Karuwaza são na cor preta fosca, e quando não é feito um modelo "Karuwaza", a série tem seu próprio "chase car", que nada mais é do que um dos modelos da série com pintura diferenciada, e em menor tiragem;
- Outra curiosidade diz ao fato de cada série não possuir um padrão na quantidade de modelos reproduzidos. Existe série de apenas 1 carro, e série com 10 modelos. Todos os modelos de uma série têm sempre 3 variações de cores, com exceção das séries que retratam carros de corridas, aonde até oito modelos idênticos têm oito pinturas diferentes;
- A Kyosho só reproduz modelos reais, não tendo nenhuma criação ou design exclusivo.
- Já foram lançadas 63 coleções (Sunkus K), de mais de 15 fabricantes mundiais diferentes. Se contarmos as séries especiais (mais de 6), além dos especiais para feiras e eventos, temos mais de 80 séries da marca. Outro detalhe importante, é que apenas em 2013 houve a primeira repetição de uma série ou molde (Ferrari 8 Neo) em quase 10 anos de produção, e não entra na listagem normal, e sim como uma série especial.

Pra terminar, queria aproveitar para esclarecer um mal-entendido em nosso último texto. Não existe uma loja que revenda "exclusivamente" a marca no Brasil. A própria marca ainda não comercializa oficialmente em nosso país. Neste ano, através da Califórnia Toys, foi trazida ao nosso país a série especial do Ayrton Senna, que aí sim, distribuída com exclusividade pela própria Califórnia. Quando citamos o termo "exclusividade" era que a Curitiba Customs era a única loja online brasileira especializada na venda e encomenda de miniaturas Kyosho na escala 1/64, e que aí sim, trazia com exclusividade notícias e histórias até então desconhecidas pelos colecionadores, e não que detínhamos a exclusividade na venda e comercialização da marca em nosso país. Pedimos sinceras desculpas e torcemos para que todos os envolvidos continuem engajados na propagação, distribuição e popularização dessa marca que a cada vez mais atraí olhares e fãs. Nós do T-Hunted e da Curitiba Customs estamos torcendo e apoiando, sempre.

5 comentários:

  1. "A Kyosho só reproduz modelos reais,não tendo nenhuma criação ou design exclusivo."
    Ler isto é como um "colírio para os meus olhos",e um exemplo a ser seguido pelas outras fabricantes,máxime pelas mais populares(Matchbox e Hot Wheels,Greenlight,Maisto).

    ResponderExcluir
  2. Essa sauber mercedes é show, um dia consigo uma.

    ResponderExcluir
  3. Show o texto... realmente eh muito legal saber dessas curiosidades sobre uma marca tao show....
    por isso que nao me arrependo de ter escolhido essa marca pra colecionar.... devo estar chegando nas 250 unidades da kyosho.... rumo as 300... heheheh

    ResponderExcluir
  4. Comprei inúmeras dessas minis da Kyosho que vinham desmontadas e nunca soube por qual motivo, rsrsrs!!! Essa série Dydo da Ferrari eu tenho completa, os modelos são lindos!!

    Obrigado pelas informações!!!

    ResponderExcluir
  5. Alô!

    ^_^

    1. http://www.kyosho.com/jpn/products/diecast/brmc/minicar_collection/lineup.html

    2. https://www.facebook.com/tjiang.guo.li/media_set?set=a.493693170705400.1073741829.100001941631368&type=3

    ResponderExcluir