Coleciona

Destaques:

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

O fim das Ferraris da Kyosho?

Recebemos uma informação surpreendente nos últimos dias, ainda com relação ao término do contrato de licenciamento da Mattel com a Ferrari, e o novo contrato de licenciamento da marca com a Maisto/Bburago, que passa a valer a partir de janeiro de 2015.

Como vimos aqui, o contrato com a Maisto/Bburago é exclusivo, ou seja, somente este fabricante poderá produzir miniaturas, réplicas e brinquedos com a marca Ferrari e com a reprodução de seus automóveis. Com isso em mente, fica claro que a Hot Wheels não poderá fabricar mais nenhuma miniatura da marca italiana em nenhuma de suas linhas, e da mesma forma, a Kyosho também deverá deixar de produzir sua linha de miniaturas na escala 1:64 vendida em kits para montar (a Kyosho só podia fabricar Ferraris na escala 1:64 se as entregasse para as lojas em kits desmontados - aproveitando uma brecha no contrato de licenciamento da Mattel).

O que soubemos nos últimos dias é que a Maisto/Bburago teria comprado todos os moldes das miniaturas na escala 1:64 da Kyosho. O ítem mais importante na fabricação de uma miniatura é justamente o molde, um conjunto de peças metálicas pesadas que contém o formato de cada peça para ser moldada em zamac (a liga metálica da qual é feita a miniatura), ou plástico (abs, etc). Cada peça dessa exige meses ou até anos de projeto e desenvolvimento, e consequentemente custam muito caro para as empresas (por esse motivo alguns fabricantes usam o mesmo molde para fabricar muitas variações do mesmo carro).

Se a notícia se confirmar, e ela tem tudo pra ser correta, já que veio de fonte confiável e que negocia com vários fabricantes, será o fim das belas Ferraris que a Kyosho produz. Parando para analisar, as duas coleções da Ferrari que saíram em 2014 utilizaram moldes antigos: a Ferrari Racing 2, apenas modificou a pintura da 512BB LM, F40 GTE e 599XX, e a mais recente coleção da Kyosho, a Ferrari 10, que você viu neste link teve apenas 2 modelos inéditos, mas que certamente utilizaram moldes antigos da 458 Italia e California para fazer a 458 Speciale e a California T

A Ferrari já conta com 10 coleções nas séries da Kyosho enquanto que as outras marcas com mais séries são Porsche e Lamborghini com 5 cada. Já não há tantos modelos da Ferrari a serem feitos, e talvez por isso a Kyosho não tenha criado muita resistência ao negócio.  

Quem sabe essa notícia não seja tão ruim para o colecionador, pois se a Maisto/Bburago está adquirindo os moldes da Kyosho é porque estão pensando em fazer algo diferente, como a Kyosho tem feito, mas por um preço mais em conta já que provavelmente farão para atender o mercado internacional e não apenas o japonês. Em contrapartida existe uma grande possibilidade das Ferraris da Mattel e da Kyosho ficarem mais caras no mercado, já que essa seria a última chance de se conseguir uma miniatura dessas marcas.

Clique aqui para ver tudo o que já mostramos sobre a Kyosho. E você sabe: a Curitiba Customs é a sua loja especializada em Kyoshos! Clique aqui e confira a loja!

22 comentários:

  1. Lembro que a Maisto já teve uma linha de Ferraris na escala 1:64, vendidas desmontadas, assim como a Kyoscho, só que os moldes da Maisto eram mais simples, praticamente os kits eram compostos por eixos com rodas de plástico, base de plástico, chassi em metal e parabrisas, além de interiores quando conversível.
    Como eles compraram os moldes da Kyoscho, talvez ele queiram relançar esta linha de kits.

    ResponderExcluir
  2. Kyosho pode produzir Mustangs a partir de agora... rsrsrsr não vou achar ruim, principalmente modelos dos anos 70 - 80 e 90...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu (EU) ja acho que a Kyosho deveria concentrar o foco nos europeus e nos japoneses mesmo, pois de carros americanos, o mercado ja esta saturado, principalmente os modelos antigos.
      Imagina uma serie somente com Mercedes, Paganis, McLarens etc...

      Excluir
    2. Saturados vírgula... com a Johnny Lightning fora do mercado, a Hot Wheels sem linha 100% e a Greenlight produzindo os mesmos 5 modelos ano após ano, a única marca dedicada a carros americanos no nível de colecionador é a AW... e isso que eles tão recém começando.

      Excluir
    3. Tem a M2 tambem, talvez o raciocinio nao foi bem interpretado, pois creio que de Ford e GM ja ha bastante modelos (diferentemente de Lincons, Cadillacs etc). Mas o tema do topico é Ferrari entao deixa quieto hehe. Abs

      Excluir
    4. Opa, é verdade, esqueci deles... mas assim como a Greenlight, variedade não é o forte deles, e as miniaturas são em escala maior do que as das outras marcas que seguem a escala.

      Excluir
    5. A Kyosho já fez dois modelos de Mustang em 1/64 modelo 1969 e 1973.

      Excluir
  3. Agora f*deu pegar Ferraris da Kyosho, vai disparar os preços com certeza, e eu definitivamente vou ficar sem minha 458 Speciale, F458 GT2 e outros :(

    ResponderExcluir
  4. Talvez seja por isso que a Mattel relançou a Ferrari 599XX como Super Thunt, pra aproveitar o molde, antes que confisquem, hehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria legal se fosse uma 458 Italia Super esse ano hehe

      Excluir
  5. É uma notícia ruim sim... Péssima aliás. Nem as linhas mais caras da Maisto chegam perto da Kyosho, então ou eles não vão usar esses moldes, ou vão reduzir peças e colocar na Tresh Metal. Afinal de contas, nenhuma marca é tão adepta do corte de gastos quanto eles, e se eles vierem a lançar essas Ferraris de alguma forma digna, eu como meu chapéu.

    ResponderExcluir
  6. Existem muitos carros...mas muito mesmo...clássicos da década de 50,60,70 q ainda não foram reproduzidos em nenhuma escala...na 1/64 então....saturado?De jeito nenhum...vida longa a Auto World!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O raciocinio correto seria saturado em quantidade, não necessariamente em variedade.

      Excluir
  7. Não sei o porque da Ferrari fazer licenciamento exclusivo para só uma marca , quem assisiu Transformers 3 lembra que teve uma Ferrari 458 , por pouco essa Ferrari não aparecia no filme por causa do licenciamento da Mattel .

    ResponderExcluir
  8. Meus caros amigos se o tema "carros americanos" não está saturado pra vocês, então me digam por favor qual é o tema saturado então. Jackson Alan, se você acha que tem muitos clássicos americanos da década de 50, 60 e 70 que não foram reproduzidos em NENHUMA escala, o que dizer dos japoneses, italianos, e europeus em geral então?!?! Sem nem precisar pensar muito eu consigo me lembrar de uma marca com uma linha específica que produz INÚMEROS carros americanos das décadas mencionadas em 1/18 e com maestria que é a SunStar Platinum, a maioria eu nunca nem ouvi falar!!! Se vocês grandes admiradores de carros americanos, Mustang e afins gostariam de um monopólio da produção de miniaturas exclusivo para o tema preferido de vocês tudo bem, até porque eu também queria o mesmo pros meus temas preferidos, agora insinuar que esse tema não é o mais exaustivamente produzido desde os primórdios da fabricação de miniaturas de automóveis eu já acho demais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza eles são os mais fabricados mas ainda é pouco...claro q falta sim os europeus e japoneses...mas existem muitos q ainda não foram reproduzidos...pela questão de licenciamento as marcas de minis se repetem muito em alguns casos...porém existem muitas marcas q poderiam sim dar mais atenção a carros do mundo todo..não se trata de estar ou não saturado....se trata de expandir o casting com novidades sejam elas americanas ou não...

      Excluir
  9. Se juntar tudo que ja foi produzido de Jaguar, Alfa Romeo, Maserati, Citroen, Mercedes (entre outros europeus anos 60, 70, 80) e ate mesmo classicos americanos como Cadillacs, não alcança o que a Mattel produziu de Mustangs somente esse ano (rs). Licenciamento é um problemão mesmo, quem dera se o Diecast fosse mais expandido para todos os generos mesmo.

    ResponderExcluir
  10. Já tinha dito isso no outro post do t-hunted, basta analisar a concessão da Ferrari para a Maisto/Bburago que é possível chegar a essa conclusão, a Kyosho só produzia Ferrari em Kit's porque o contrato de concessão da Ferrari para a HW não continha vedação a essa disposição. Quanto a compra dos moldes não sei se procede essa informação, se for verificar esta acontecendo um fenômeno parecido com a Lamborghini, que na ultima coleção Kyosho 1/64 teve apenas 2 modelos novos.

    ResponderExcluir
  11. Caros amigos , não entendo muito de kyosho , mas entendo de carros americanos , e sei que nem de longe esse é um mercado saturado (pelo menos na 1/64) , há muitos modelos dos anos 70-80 que ainda não foram explorados . A maioria acha que carro americano é só Camaro , Mustang e Charger , mas estão muito enganados !
    Afirmo que as únicas marcas que se comprometem com os americanos são : HW AW e M2 (JL não tem mais)
    Quanto a greenlight , ela só sabe fazer os carros mais famosos toda hora !

    ResponderExcluir