Coleciona

Destaques:

domingo, 10 de julho de 2016

Matchbox King Size

Hoje temos mais uma série especial da Matchbox, e quem nos conta tudo sobre ela é o Mauricio Nunes, com todo o seu conhecimento sobre a história do mundo diecast. Clique aqui e veja todas as histórias que já publicamos nos últimos domingos.

O negócio principal da Lesney sempre foi lastreado nas miniaturas da série 1-75, no entanto, com o crescimento da empresa eles identificaram que o mercado de miniaturas de veículos em escala aproximada de 1:43 estava dominado pela Mettoy Playcraft Ltd (Corgi Toys) e Meccano Ltd (Dinky). 

Em 1960 a Lesney introduziu os King Size, inicialmente projetados para ser uma linha em maior escala, conhecida como escala king size (aproximadamente 1:43), de veículos grandes como de construção, transporte e agricultura. Essa nova linha colocava a Lesney em trajetória competitiva com a Corgi e Dinky.

Para diferenciar as miniaturas da nova linha, essas vinham com o prefixo K antes do número e quase todas elas apresentavam partes móveis e grande riqueza de detalhes.

A linha tinha 24 miniaturas inicialmente, mas como era de praxe, cada número tinha suas substituições ao longo do tempo, denotada pelas letras. Em toda a sua existência os King Size somaram 42 miniaturas distintas distribuídas em 24 números.

Os concorrentes da Lesney, que dominavam o mercado na escala king size, trabalhavam quase que exclusivamente com veículos de passeio nessa escala. Como nenhuma ação entre gigantes de mercado passa impune, em 1964 a Mettoy lançou a linha Husky com objetivo exclusivo de atacar a linha 1-75 da rival. O troco veio em 1967 quando a Lesney lançou na linha King Size o primeiro automóvel de passeio, na verdade um veículo de serviço, uma ambulância. Esse modelo era uma ampliação de escala de um de grande sucesso na linha 1-75, a “Mercedes Benz ‘Binz’ Ambulance”.

O expediente  de “aumentar” miniaturas de sucesso de vendas da linha 1-75 foi bastante usado pelos gestores da linha King Size. Obviamente a série King Size permitia maior nível de detalhes que a menor 1-75, mas vários modelos foram “aumentados” e vemos aqui alguns exemplos.

Outro ponto de geração de miniaturas para os King Size foi o fato que em 1966 com o término de venda dos Major Packs, os modelos que já eram vendidos na escala king size foram renumerados e passaram a fazer parte da série King Size (M-4 igual ao K-4, M-6 igual ao K-5 e M-8 igual ao K-8).

A escala king size permitia que até cinco modelos 1-75 pudessem ser acomodados nas transportadoras de veículos. Essa aparente proporcionalidade fez muitos colecionadores terem também os modelos transportadores de veículos juntamente com os 1-75.

Após 1967 com a introdução de veículos de passeio na série, a escala ficou mais desproporcional em comparação com os veículos 1-75.

Em 1971 a série King Size foi dividida em duas: de K-1 ao K-20 foram os números separados para os Super Kings que eram os antigos King Size de construção, transporte e máquinas agrícolas. Os carros e motocicletas que já existiam na série iniciaram com numeração K-21 em diante e foram renomeados como Speed Kings. 

Essa mudança foi devida a substituição das rodas regulares dos King Size por novas rodas Superfast nas novas séries criadas após a divisão.

Essa nova forma de apresentação travou os Super Kings em 20 modelos, mas já em 1974 a nova série já contava com 23 modelos. Isso causou confusão, pois havia Super Kings e Speed Kings com os mesmos números coincidentes de K-21 a K-23. Para resolver isso, em 1977 a numeração dos Speed Kings foi embaralhada e passou a iniciar em K-30. Mais uma vez, essa foi uma solução temporária, pois em 1979 os Super Kings já estavam em 37 modelos e então a Lesney resolveu refundir novamente as duas linhas de maior escala em uma só e foi o fim dos breves Speed Kings.

Em 1974 iniciou-se a série Battle Kings, de modelos militares, mas para evitar os problemas passados essa começou na numeração K-101.

Embora nunca tivessem tido a divulgação dos 1-75 dentro do colecionismo, os King Size sobreviveram aos Anos Universais e foram minguando logo que iniciaram os anos Tyco. São miniaturas grandes e detalhadas, e para quem realmente gosta de máquinas e caminhões de metal é a série perfeita para se colecionar. 

Referências:
1 - Lesney’s Matchbox Toys – Regular Wheels Years, 1947 – 1969 – Charlie Mack – Schiffer Editions   – 2nd  edition – ISBN: 0-7643-1193-X

4 comentários:

  1. Sensacional. Possuo vários desta escala. São muito bem detalhados. Parabéns pela matéria.

    ResponderExcluir
  2. Puxa... nunca tive um deste tamanho. Acredito que os meus amigos de infância também não tiveram.
    Alguém sabe dizer se essas miniaturas eram muito caras?
    Lembro-me que os MB pequenos já tinham um preço salgado, muito maior que os HW de hoje.

    ResponderExcluir
  3. Emir, vai depender do estado de conservação do modelo e se ele tem caixa perfeita ou não. Os King Size no estado de conservação "mint", modelo e caixa podem chegar a 150 USD. Principalmente os modelos maiores domo K-4, K-8 e K-16
    Já os Super Kings são mais baratos, principalmente os modelos "genéricos" apresentam preço médio de 40 USD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses são os preços hoje. Na época em que você comprava um "regular wheels" por 35p, você pagava 3 a 5 libras por cada King Size.

      Excluir