Coleciona

Destaques:

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Uma nova Drag Bus no Red Line Club neste ano

Para quem é fã da VW Drag Bus, esse certamente é um ano especial: saíram versões do modelo na série Pop Culture, na série Gulf Racing do RLC, como modelo promocional (mail-in), e agora como modelo exclusivo do Red Line Club com as cores e adesivos da série Racing da Hot Wheels. O modelo abaixo é uma VW T1 Drag Bus, e só poderá ser comprada por sócios que tem endereço nos EUA. 

Se você quer uma, precisa ter um endereço nos EUA (ou uma caixa postal, ou o endereço de um amigo), e um cartão de crédito internacional. E precisa se tornar sócio do clube. Clique aqui para ver mais modelos do clube.

13 comentários:

  1. Perfeita, mais uma para a coleção!
    E este ano estão caprichadas as Drags!
    Aguardo agora as Blown Delivery...
    Alguma noticia ou fotos delas Douglas?

    abcs,
    Danilo

    ResponderExcluir
  2. Poderíamos fazer uma enquete para saber quantos colecionadores brasileiros gostariam de ter uma dessas na sua coleção, como o Mattel está vendendo quase por encomenda estes modelos, poderiam abrir um link de vendas para quem está fora dos EUA e se dispõe a pagar pelo modelo. Creio que eles se surpreenderiam com os resultados. Qualquer alusão ao nosso malfadado clube, cujo progresso foi abortado, é inútil. Não se trata de fazer algo novo, mas ampliar algo que já existe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho q vc esta enganafo pois qdo tivemos isso foi um fiasco e nao vendeu nada. Basta ver a qtdade dw colecionador disposto a comprar as 3 minis oficiais q foram vendidas em 2010. Kk tem aquela mini encalhada ate hoje em lojas como a semaan.

      O fato e q colecionador brasileiro quer mini top por 5.99 e ainda acha caro.

      Excluir
    2. Não concordo com o Stanley, pq quando tinhamos o RLCBrasil não eram todas as minis que estavam disponiveis nos EUA que tinhamos aqui! Apareceu uma ou outra mini interessante (blown delivery first edition, thunder roller 2010), mas pra cá só mandaram aquelas que estão empacadas nas lojas por aí ate hoje!
      Agora se eles abrissem as promoções e o restante das minis para o mercado nacional, ia ficar pequeno para com os americanos essa disputa!
      Abracos
      Ricardo V8

      Excluir
    3. claro né cara, foi o primeiro ano da parada, digamos que era um beta test... nao podiam trazer tudo o que tinha lá pq ai seria um fiasco maior ainda, como eu disse, se as proprias minis que fizeram em homenagem a nos estão encalhadas até hoje nas gondolas, por 20, 30 reais, que era o minimo que nos colecionadores teriamos que fazer seria comprar tudo e zerar o estoque pra mostrar nosso pontencial nao aconteceu, quem diria se tivesse todos os tipos de minis do RLC de fora.

      a verdade já foi dita por muitos e muitos colecionadores (e realmente colecionadores que dão valor a esse tipo de mini/evento), a maioria dos colecionadores brasileiros querem é minis de 5,99... é fato isso nao adianta discutirmos isso pq é a realidade, embora infelizmente isso aconteça no brasil, povo aqui é seletivo e critico, nao querem só minis de 5,99, querem mini de evento por 5,99, querem minis especiais por 5,99, querem tudo o que é top por 5,99... no brasil poderiamos ter muitas coisas que lá fora existem de monte e vendem muito bem até hoje, series black box, series real riders, até mesmo series mais simples , boulevard, nostalgia, 100% entre outras, mais olha nas prateleiras daqui pra ver o que temos, tudo encalhado, pq o cara vai lá e compra 1 mini só as outras tudo encalha, isso nao acontece lá. por isso que as lojas nao fazem nem questão em importar tais produtos, pq encalha tudo. entao nao temos que reclamar de algo que se trate de outro tipo de mini a nao ser mainline, pq nenhum lojista tem coragem de comprar caixas e caixas de outras series pra fica tudo encalhado.

      infelizmente é a realidade do brasil, enquanto isso os colecionadores que realmente dão valor aos outros itens, importa a maioria de seus produtos pq nao fazem questão do valor em si, e sim o que a mini representa para a coleção, a historia, o modo em que conseguiu a mini etc etc, e enquanto isso nao se tornar uma pratica legal da maioria dos colecionadores, nenhuma empresa terá coragem o suficiente para investir milhoes em um mercado de 5,99.

      Excluir
    4. Vamos considerar como uma verdade essa história de que brasileiro só quer mini top por 5,99...
      Então por que mesmo nos EUA as minis do RLC estão sendo vendidas sob encomenda? Seria porque o mercado de lá não é tão grande quanto achamos que é?
      Ora, 15 ou 20 dólares é sim um valor alto para um carrinho de brinquedo, seja aqui, nos EUA ou na Arábia.
      E com vendas por encomenda, tudo poderia sim estar disponível para o resto do mundo também.

      Excluir
    5. Ja foi explicado o pq das encomendas pelo q entendi mudou a fabrica e os processos... Talvez em breve mude esse conceito ou na minha opniao é ate melhor fazer sob encomenda mesmo...

      Excluir
    6. Brasileiro quer pagar R$ 5,99 e receber a melhor mini possível.
      Diante disso, que fabrica vai querer investir em melhoria ? Não tem como.

      Excluir
  3. Que bom que meu comentário ressuscitou essa discussão. Na minha opinião o erro da Mattel foi querer trazer o modelo americano de clube para o Brasil, em tempo algum houve uma aproximação com os colecionadores brasileiros para entender melhor como atender a expectativa de todas as partes, compradores e a Mattel. Essa estória de preferir tudo a R$ 5,99 também é relativa, isso é mais que o dobro do valor de um dólar que a mesma mini é vendida nos EUA, sendo que o poder aquisitivo do brasileiro é muito menor. Se pensarmos em coleção, num ano que lançam 244 modelos (fora variações) o investimento do brasileiro é de R$ 1461,56 em CARRINHOS, convenhamos que não é pouco.
    Caso a Mattel quisesse fazer um Beta Test com esse mercado potencial, porque não abrir um canal do RLC Americano para o Brasil com a venda programada por encomenda? Do mesmo modo que não creio em aumento de vendas sem "promoções, eventos e aproximação com os canais de vendas". Além disso o colecionador é mais exigente do que um simples consumidor, mas o fato do preço com certeza pesa numa decisão de compra, mas o que falta é um acesso justo ao que a Mattel lança nos EUA que ficar na mão dependendo de uns ou outros e preços nada justos.

    ResponderExcluir
  4. A Mattel não vai criar um modelo somente para o Brasil. Esqueça isso.
    Uma empresa global como ela não vai gastar tempo e dinheiro tentando entender o colecionador brasileiro, até porque eles já sabem que o povo aqui só quer coisa barata.
    Sobre ser R$ 5,99 (Cerca de US$ 2.50) aqui e US$ 1.00 nos EUA, não é só por isso. Você tem que colocar na equação a carga tributaria confiscatória empregada no Brasil, os custos de produção, transporte, segurança, etc. Esses custos são infinitamente mais altos aqui que nos EUA.
    Outro ponto é que são raros os que compram os 244 modelos. Tem que ser um herói ou gostar muito de porcaria para fazer isso. E a tendência é comprar cada vez menos haja visto o enorme índice de miniaturas criadas pela Mattel para não pagar licenciamento aos fabricantes de carros. Cada ano, são menos miniaturas reais e mais modelos ditos "malucos".
    Sobre abrir o RLC para nós, isso não vai acontecer por vários fatores, entre eles os colecionadores americanos que não querem, problemas com alfandega que demora muito no Brasil e vai gerar um monte de brasileiros reclamando que não receberam as minis, necessário aumento da tiragem, etc.
    Jamais vai existir justiça no colecionismo. Ele vai continuar injusto, assim como tudo na vida.
    A realidade pode não ser como queremos e dificilmente é, mas é a realidade e temos que conviver com ela.

    ResponderExcluir