Coleciona

Destaques:

domingo, 1 de maio de 2016

Um pouco da história da Husky

Essa é uma marca muito apreciada por colecionadores de miniaturas inglesas mais antigas, e o nosso amigo Mauricio Nunes nos conta um pouco sobre a história da marca.

A história da Husky se confunde e se mistura com a Corgi Jr, e para muitos nunca ficou claro quem é quem e por que.

A Husky foi criada em 1964 pela Mettoy Playcraft Ltd de Swansea no País de Gales no Reino Unido. A criação dessa marca da Mettoy foi para combater sua rival imediata a Matchbox, especificamente na chamada linha 1-75 da Matchbox na escala de três polegadas.

No caso do “Jaguar E-Type” quase que nem a cor mudou. Mas os detalhes das rodas da Matchbox são melhores, pois são de metal vazado e as rodas Husky imitam os aros apenas.

No caso dos reboques com a lancha nem mesmo a cor mudou muito.

O Jaguar Mark 10 foi um carro icônico e bem popular no gosto do Inglês e talvez não se possa atribuir a manufatura do modelo Husky somente para combater o modelo Matchbox, que por sinal é mais detalhado e abre o capô.

As miniaturas Husky eram vendidas somente na loja de departamentos Woolworth's (EUA, Canadá e Reino Unido) até 1970 por um contrato de exclusividade e por um preço inferior ao preço das miniaturas Matchbox.

A partir de 1966, as miniaturas Husky passaram a ser vendidas fora da rede Woolworth’s, em outros países onde a loja não estava presente. E após o término do contrato de exclusividade com a loja de departamentos, a linha Husky foi incorporada a linha Corgi da Mettoy, que já gozava de ótima reputação nas miniaturas escala 1:43. A linha foi rebatizada de Corgi Jr.

A base Corgi Jr mudou para acomodar novas rodas e logotipo “WHIZZWHEELS” que foi a resposta da Corgi Jr aos modelos de pista da Hot Wheels Mattel.

Em sua primeira linha vendida ao público, suas miniaturas eram de zamac com a base de plástico revestida em cromo, e a suspensão utilizada era parte da geometria da base de plástico e dessa forma mais frágeis do que sua concorrente alvo. Não é difícil se encontrar miniaturas da época com as rodas soltas por falta do apoio da suspensão ou rompida ou “afundada”. Modelos Husky, com base de plástico hoje em dia em bom estado de conservação tem preço elevado, justamente pela fragilidade aparente da base plástica.

Essa base de plástico não agradou e a Husky lançou então uma linha com base de metal, mas continuou trabalhando com os dois tipos de base até mesmo após ser incorporada na linha Corgi Jr, que manteve os dois tipos de base em sua linha até a venda da linha Corgi Jr para a Mattel.

No encalço da líder de mercado à época, a Husky também tinha uma linha denominada “Husky Major” que tentava fazer frente à linha “Major Pack” da Matchbox.

Nota: o número 2002 que se vê em baixo do lado direito é o número do modelo e não ano de fabricação.

A diversidade e detalhamento dos modelos da Husky agradaram em cheio. De tudo um pouco, parece ter sido a estratégia da empresa.

 - Caminhões:

- Carros de Passeio e Serviço:

- Segmento Agrícola:

- Ônibus e carros de serviço diferentes do que existia na época. O mesmo modelo Volkswagen Pick Up básico podia acomodar estruturas diferentes como tanto uma plataforma para trabalho em altura como um carro de serviço de aeroporto para movimentação de bagagens para dentro do avião. 

Ao se girar o botão cinza, a esteira das malas rodava e transportava a bagagem para dentro de um avião.

A Husky existiu como marca somente por seis anos, mas seus modelos continuaram a ser vendidos com a marca Corgi Jr e com certeza deixam saudades pelo bom nível de detalhes, diversidade e inventividade dos modelos produzidos.

11 comentários:

  1. Uma ótima postagem, miniaturas com um bom nível de detalhes fruto de um tempo que ficou no passado.

    Parabéns pelo registro histórico.

    ResponderExcluir
  2. Sensacional....!!!
    Nostálgico que sou, ver minis assim é algo sensacional. Muito bom. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Fantástica reportagem!!!
    Contar a história de marcas antigas fortalece a cultura do colecionismo diecast!
    Espero novas reportagens de outras marcas desconhecidas do público em geral....

    ResponderExcluir
  4. Embora de maneira geral fossem modelos menos detalhados e mais frágeis que os Matchbox, a Husky fez modelos memoráveis, como o Aston Martin mostrado na matéria e o Batmóvel 1966, que tem um mecanismo que o faz "cuspir fogo" pela turbina. Até hoje, minha cópia favorita do carro do homem-morcego.

    ResponderExcluir
  5. Excelente história !
    Grande saudade das miniaturas das décadas de 60 e 70, inglesas !

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Entendo que o foco deste blog são as novidades em modelos da Hot Wheels, mas reportagens como essa são excelentes, tanto para se conhecer mais da história das miniaturas, quanto para se entender os processos que nos trouxeram até o presente momento! Parabéns pela iniciativa, e espero que seja a primeira de muitas, com qualidade e seriedade que nosso hobby merece!
    A propósito, meu blog, (http://dcvehiclesdiecast.tumblr.com) segue essa linha, de não apenas falar de novidades, mas buscar a história por trás dos modelos, desde que estejam relacionados ao universo do Batman, e dos heróis e vilões da DC de uma maneira geral! Quem não conhece, vale uma passada lá!
    Parabéns novamente!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Sou saudosista e também colecionador de miniaturas das décadas de 60, 70 e 80. Quanto mais eu vejo o que tínhamos, mais me decepciono com as porcarias produzidas hoje pela HW.

    Bela matéria, parabéns!!!

    ResponderExcluir
  9. Sou saudosista e também colecionador de miniaturas das décadas de 60, 70 e 80. Quanto mais eu vejo o que tínhamos, mais me decepciono com as porcarias produzidas hoje pela HW.

    Bela matéria, parabéns!!!

    ResponderExcluir
  10. Sou saudosista e também colecionador de miniaturas das décadas de 60, 70 e 80. Quanto mais eu vejo o que tínhamos, mais me decepciono com as porcarias produzidas hoje pela HW.

    Bela matéria, parabéns!!!

    ResponderExcluir
  11. Excelente matéria... é daquelas do gosto de todo mundo que frequenta por aqui.

    ResponderExcluir